segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Prática de linchamento tem relação com descrédito na justiça (ed. 18/11/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Luziana Ramalho sorrindo para a câmera.
A constatação faz parte da pesquisa realizada pela professora Luziana Ramalho para o seu doutorado. Segundo ela, as ocorrências estão ligadas ao grau de vulnerabilidade das comunidades. As pessoas reagem com mais ou menos violência de acordo com a crença na possibilidade de o criminoso receber ou não punição adequada. Mais informações com a repórter Carolina Jurado.

Conflito territorial em Sumé e Serra Branca motiva pesquisa em Direitos Humanos (ed. 18/11/2017)

Descrição para cegos: foto de Carla Mailde olhando para a câmera.
O estudo é intitulado Territórios em Conflito na Região Cariri Paraibano: análise na perspectiva dos Direitos Humanos. Em 2010, ocorreram mudanças na definição dos limites de municípios daquela área. A partir dessas alterações, algumas comunidades rurais de Sumé passaram a integrar o território administrativo de Serra Branca. Sob uma ótica dos direitos humanos, Carla Mailde examinou as consequências dessas alterações na vida dos moradores das comunidades, trabalho que resultou no seu mestrado em em Direitos Humanos, Cidadania e Políticas Públicas pela Universidade Federal da Paraíba. Mais informações com a repórter Jéssica Xavier.

domingo, 19 de novembro de 2017

Transexuais têm dificuldade de atendimento no sistema público de saúde (ed. 18/11/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Sandra Almeida sorrindo para a câmera.
A professora Sandra Almeida, do Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva da UFPB, estudou a vivência emocional dessas pessoas e seu acesso aos serviços de saúde na Paraíba. Sua pesquisa constatou que os profissionais da área não estão sendo preparados para lidar com as questões de pessoas transexuais. Mais informações com o repórter Luan Alexandre.

Livro analisa exposição da intimidade nas mídias digitais (ed. 18/11/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Francisco Vieira sentando, tendo diante de si uma pilha de exemplares do seu livro.
O estudo é de autoria do professor Francisco Vieira da Silva, que leciona Linguística e Língua Portuguesa na Universidade Federal Rural do Semiárido. O livro, intitulado Egos em evidência: a intimidade na era das mídias digitais é fruto da tese de doutorado em Linguística de Francisco. Nela, o pesquisador selecionou como objeto de estudo os sites Ego e Paparazzo, e alguns perfis pessoais do Instagram. Seu objetivo foi analisar a intimidade do sujeito celebridade em tempos de hiperexposição midiática. Mais informações com o repórter Douglas de Oliveira.

Jornalista estreia na literatura com romance de teor psicológico (ed. 18/11/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Renata Escarião autografando um exemplar do seu livro. Atrás dela, vê-se um painel com a marca do Agosto das Letras. (foto de Marcelo Soares)
Em agosto, Renata Escarião lançou Sandálias Vermelhas, uma das obras contempladas pelo Prêmio Literário José Américo de Almeida. O romance é narrado em primeira pessoa pela protagonista Alice, que leva o leitor a participar de suas reflexões pessoais. Além de jornalista, Renata é professora e coordenadora do curso de Comunicação da Faculdade Maurício de Nassau em João Pessoa. Mais informações com a repórter Gabriela Güllich.

sábado, 18 de novembro de 2017

Desprincesamento – I (ed. 18/11/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Glória Rabay no estúdio, durante a entrevista.
Neste sábado, o Espaço Experimental recebeu as professoras Glória Rabay e Zulmira Nóbrega, do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba. Elas foram convidadas para falar sobre desprincesamento, algo como o feminismo na infância, que permite as meninas se livrarem dos clichês impostos pelos padrões da sociedade conservadora e reproduzidos pelos meios de comunicação de massa. A produção foi de Gabriela Güllich, Marina Cabral e Robson Martins.

Desprincesamento – II (ed. 18/11/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Zulmira Nóbrega no estúdio, durante a entrevista.
Neste sábado, o Espaço Experimental recebeu as professoras Glória Rabay e Zulmira Nóbrega, do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba. Elas foram convidadas para falar sobre desprincesamento, algo como o feminismo na infância, que permite as meninas se livrarem dos clichês impostos pelos padrões da sociedade conservadora e reproduzidos pelos meios de comunicação de massa. A produção foi de Gabriela Güllich, Marina Cabral e Robson Martins.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Agressões a animais são alvo de estudos em saúde mental (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto de Juliana Toledo e José Brasileiro olhando para a câmera.
Numa perspectiva acadêmica, o assunto é estudado pela professora Juliana Toledo, da área de Psicologia Jurídica do Curso de Direito da UFPB. Já o psiquiatra José Brasileiro vivencia na prática, atuando no Instituto de Psiquiatria Forense da Paraíba. Embora seja banalizada no senso comum, a violência contra animais causa mobilização de ambientalistas e órgãos de defesa dos animais. Enquadram-se como maus tratos tanto a agressão física quanto a negligência e o abandono. Casos dessa natureza são investigados sob a ótica do Direito Animal. Mais informações com o repórter Douglas de Oliveira.

Pesquisa analisa congruência da personalidade de cães e donos (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Valdiney Gouveia olhando para a câmera.
O trabalho coordenado pelo professor Valdiney Gouveia objetivou identificar a correspondência comportamental entre seres humanos e seus cães. A coleta de dados foi feita no ano de 2016, através da internet, e envolveu 216 participantes. A relação homem-cão, apesar de existir há milhares de anos, não dispõe de estudos aprofundados, em especial no nosso país. A repórter Luciana Duarte entrevistou Valdiney Gouveia para o Espaço Experimental. Ele é professor de Psicologia Social na UFPB e autor da Teoria Funcionalista dos Valores Humanos.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Debate abordou relação da violência com o tráfico de drogas (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Vanderlan Francisco sorrindo para a câmera. Atrás dele há uma estante repleta de livros.
O evento foi iniciativa do Grupo de Estudos Avaliação, Políticas Públicas e Práxis em Gestão Pública da UFPB. O debate teve como tema Segurança Pública: indicadores, direitos humanos e práxis em políticas públicas. O tema foi abordado pela professora do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos, Cidadania e Políticas Públicas da UFPB Luziana Ramalho Ribeiro, e pelo professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Campina Grande Vanderlan Francisco da Silva. A repórter Jéssica Xavier entrevistou o professor Vanderlan para o Espaço Experimental.

Professor ressalta importância acadêmica na formação do jornalista (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Ruy Sardinha falando ao microfone em uma mesa de evento acadêmico.
Para Ruy Sardinha, doutor em Filosofia pela USP, a vivência acadêmica complementa a formação do jornalista. Segundo ele, o pensamento crítico estimulado pela academia é fundamental para o exercício da profissão. A repórter Gabriela Güllich entrevistou o professor Ruy Sardinha para o Espaço Experimental. Ele é vice-presidente da Socicom, Confederação Brasileira das Entidades Acadêmicas e Científicas da Comunicação.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Jornalismo multimídia inova ampliando experiências sensoriais (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Kati Caetano olhando para a câmera.
Segundo Kati Caetano, professora da Universidade Tuiuti, do Paraná, as inovações no jornalismo partem de apropriações dos modelos do jornalismo tradicional. Quando as práticas são recontextualizadas, a composição final torna-se uma inovação. Um conteúdo jornalístico multimídia proporciona descobertas diferentes através de vídeos, textos e ilustrações. A repórter Marina Cabral conversou sobre o assunto com Kati Caetano. Ela é coordenadora de um grupo de pesquisa sobre práticas inovadoras e criativas no jornalismo.

domingo, 12 de novembro de 2017

Contraceptivos de longa duração são mais eficazes para adolescentes (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Gilka Paiva sorrindo para a câmera.
Os métodos contraceptivos de curta duração como, por exemplo, a pílula, demandam uma rotina diária para que seja eficiente. Na UFPB está sendo realizada a pesquisa Métodos Contraceptivos de Longa Duração: uma opção segura e viável para adolescentes. Ela é coordenada pela professora Gilka Paiva, do Departamento de Medicina Interna. A finalidade é promover a contracepção segura na adolescência. Mais informações com a repórter Maria Clara Lima.

sábado, 11 de novembro de 2017

Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares – I (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto da médica Bruna Ávila no estúdio, durante a entrevista.
Constituída com a finalidade de atuar em defesa da universalização do atendimento à saúde, com ênfase no SUS, a Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares foi criada em 2015 agregando profissionais da medicina comprometidos com o direito humano a políticas públicas eficientes de assistência à saúde. Para falar sobre a rede, o Espaço Experimental recebeu a médica Bruna Ávila, integrante do movimento na Paraíba. A produção foi de Danielle Mendes, Jéssica Xavier e Thaíse Lourenzo.

Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares – II (ed. 11/11/2017)

Descrição para cegos: foto da médica Bruna Ávila no estúdio, falando ao microfone.
Constituída com a finalidade de atuar em defesa da universalização do atendimento à saúde, com ênfase no SUS, a Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares foi criada em 2015 agregando profissionais da medicina comprometidos com o direito humano a políticas públicas eficientes de assistência à saúde. Para falar sobre a rede, o Espaço Experimental recebeu a médica Bruna Ávila, integrante do movimento na Paraíba. A produção foi de Danielle Mendes, Jéssica Xavier e Thaíse Lourenzo.