quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Chico Ferreira – I (ed. 13/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Chico Ferreira falando ao microfone, durante a entrevista, no estúdio.
A descendência de mulheres artesãs molda as formas da arte de Chico Ferreira, artista inquieto que em seus 35 anos de carreira conquistou uma reputação positiva no meio cultural paraibano, apesar de algumas das suas intervenções-protesto terem incomodado muita gente. Sobre sua carreira e sua obra, ele foi entrevistado por Samuel Amaral para o Espaço Experimental.

Chico Ferreira – II (ed. 13/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Chico Ferreira durante a entrevista, falando ao microfone.
A descendência de mulheres artesãs molda as formas da arte de Chico Ferreira, artista inquieto que em seus 35 anos de carreira conquistou uma reputação positiva no meio cultural paraibano, apesar de algumas das suas intervenções-protesto terem incomodado muita gente. Sobre sua carreira e sua obra, ele foi entrevistado por Samuel Amaral para o Espaço Experimental.

sábado, 13 de janeiro de 2018

A Música é da Rua, por Dario Junior – I (ed. 13/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Dario Junior no estúdio, falando ao microfone, durante a entrevista.
Hoje à noite, na Praça da Paz, no Bairro dos Bancários, acontece mais um show do projeto Música é da Rua, que será antecedido por aula pública ministrada por professores da Universidade Federal da Paraíba tendo como tema Em defesa da democracia. Sobre o projeto, que propõe a ocupação de espaços públicos com eventos culturais envolvendo música e outras formas de expressão, o Espaço Experimental entrevistou um dos coordenadores, o músico Dario Junior. A produção foi de Cephas Castro.

A Música é da Rua, por Dario Junior – II (ed. 13/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Dario Junior falando ao microfone, durante a entrevista.
Hoje à noite, na Praça da Paz, no Bairro dos Bancários, acontece mais um show do projeto Música é da Rua, que será antecedido por aula pública ministrada por professores da Universidade Federal da Paraíba tendo como tema Em defesa da democracia. Sobre o projeto, que propõe a ocupação de espaços públicos com eventos culturais envolvendo música e outras formas de expressão, o Espaço Experimental entrevistou um dos coordenadores, o músico Dario Junior. A produção foi de Cephas Castro.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Dialogismo e metalinguagem no cinema – I (ed. 6/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Afonso Barbosa falando ao microfone, durante a entrevista.
No último sábado, o Espaço Experimental entrevistou o pesquisador Afonso Barbosa. Em pauta, o dialogismo e a metalinguagem no cinema, tema da pesquisa com que obteve o doutorado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba. Ele foi entrevistado pela repórter Laís Suassuna.

Dialogismo e metalinguagem no cinema – II (ed. 6/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Afonso Barbosa no estúdio, durante a entrevista, falando ao microfone.
No último sábado, o Espaço Experimental entrevistou o pesquisador Afonso Barbosa. Em pauta, o dialogismo e a metalinguagem no cinema, tema da pesquisa com que obteve o doutorado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba. Ele foi entrevistado pela repórter Laís Suassuna.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

A arte da Palhaçaria, por Diocélio Barbosa – I (ed. 6/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Diocélio Barbosa no estúdio, falando ao microfone durante a entrevista.
O Gerente Operacional da área de Circo da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rêgo, bem como o Diretor da Escola Livre de Circo Djalma Buranhêm é também conhecido como Palhaço Chulé. Além de dedicar-se à arte circense, o artista Diocélio Barbosa também estuda essa linguagem sob uma perspectiva acadêmica. Sobre seus estudos e sua carreira, ele foi entrevistado para o Espaço Experimental pela repórter Danielle Mendes.

A arte da Palhaçaria, por Diocélio Barbosa – II (ed. 6/1/2018)

Descrição para cegos: foto de Diocélio Barbosa no estúdio, falando ao microfone durante a entrevista.
O Gerente Operacional da área de Circo da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rêgo, bem como o Diretor da Escola Livre de Circo Djalma Buranhêm é também conhecido como Palhaço Chulé. Além de dedicar-se à arte circense, o artista Diocélio Barbosa também estuda essa linguagem sob uma perspectiva acadêmica. Sobre seus estudos e sua carreira, ele foi entrevistado para o Espaço Experimental pela repórter Danielle Mendes.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Cultura de Paz na escola – I (ed. 30/12/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Paulo Kuhlmann caracterizado como palhaço, olhando para a câmera.
A partir do Grupo de Estudos de Paz e Segurança Mundial e do projeto Universidade em Ação, a Universidade Estadual da Paraíba trabalha em escolas públicas de João Pessoa para disseminar a cultura de paz, envolvendo alunos e a comunidade do entorno. À frente, está o professor Paulo Kuhlmann, que muitas vezes atua como mediador de conflitos vestido de palhaço. Sobre esse trabalho, o professor foi entrevistado pelo Espaço Experimental, numa produção de Cephas Castro, Douglas de Oliveira e Samuel Amaral.

Cultura de Paz na escola – II (ed. 30/12/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Paulo Kuhlmann no estúdio, durante a entrevista, falando ao microfone.
A partir do Grupo de Estudos de Paz e Segurança Mundial e do projeto Universidade em Ação, a Universidade Estadual da Paraíba trabalha em escolas públicas de João Pessoa para disseminar a cultura de paz, envolvendo alunos e a comunidade do entorno. À frente, está o professor Paulo Kuhlmann, que muitas vezes atua como mediador de conflitos vestido de palhaço. Sobre esse trabalho, o professor foi entrevistado pelo Espaço Experimental, numa produção de Cephas CastroDouglas de Oliveira e Samuel Amaral.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Gustavo Moura – I (ed. 30/12/2017)

Descrição para cegos: foto de Gustavo Moura sorrindo, tendo uma câmera na mão direita. Atrás dele vê-se uma praia com coqueiros.
Na sua última edição de 2017, o Espaço Experimental apresentou uma entrevista com o fotógrafo Gustavo Moura, uma das maiores referências da fotografia na Paraíba. Na conversa, ele falou sobre sua formação, influências e opções artísticas. A produção foi de Carolina Jurado, Jéssica Xavier e Maria Clara Lima.

Gustavo Moura – II (ed. 30/12/2017)

Descrição para cegos: foto de Gustavo Moura no estúdio, durante a entrevista.
Na sua última edição de 2017, o Espaço Experimental apresentou uma entrevista com o fotógrafo Gustavo Moura, uma das maiores referências da fotografia na Paraíba. Na conversa, ele falou sobre sua formação, influências e opções artísticas. A produção foi de Carolina Jurado, Jéssica Xavier e Maria Clara Lima.



terça-feira, 26 de dezembro de 2017

A Novena de Nossa Senhora do Carmo, patrimônio da Paraíba – I (ed. 23/12/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Amarílis de Rebuá durante a entrevista.
No legado do padre Zé Coutinho consta uma obra que deslumbra os ouvidos sensíveis dos apreciadores e estudiosos da música: a Novena de Nossa Senhora do Carmo, de sua autoria. Ao conhecê-la, a professora e cantora lírica Amarílis de Rebuá deslumbrou-se e decidiu estudá-la a fundo, transformando-a em pesquisa para doutorar-se em Musicologia pela Universidade Federal da Bahia. Sobre a novena, ela foi entrevistada pela repórter Carolina Jurado para o Espaço Experimental.

A Novena de Nossa Senhora do Carmo, patrimônio da Paraíba – II (ed. 23/12/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Amarílis de Rebuá no estúdio, falando ao microfone.
No legado do padre Zé Coutinho consta uma obra que deslumbra os ouvidos sensíveis dos apreciadores e estudiosos da música: a Novena de Nossa Senhora do Carmo, de sua autoria. Ao conhecê-la, a professora e cantora lírica Amarílis de Rebuá deslumbrou-se e decidiu estudá-la a fundo, transformando-a em pesquisa para doutorar-se em Musicologia pela Universidade Federal da Bahia. Sobre a novena, ela foi entrevistada pela repórter Carolina Jurado para o Espaço Experimental.

sábado, 23 de dezembro de 2017

Everaldo Pontes – I (ed. 23/12/2017)

Descrição para cegos: foto de Everaldo Pontes falando ao microfone, no estúdio, durante a entrevista.
O Espaço Experimental apresentou neste sábado uma entrevista com um dos mais importantes nomes da cultura paraibana: Everaldo Pontes. Embora seja mais conhecido por sua ligação com o teatro, o cinema e a teledramaturgia, na entrevista à repórter Maria Clara Lima ele revelou sua paixão pela música - principalmente o rock e a velha guarda da MPB – e que já produziu programas de rádio voltados para esses gêneros.