quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Gestão pública da água foi tema de Simpósio na UFPB (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto do professor José Farias olhando para a câmera. 
O evento foi promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Jurídicas e pelo Instituto O Direito por um Planeta Verde. O primeiro painel do III Simpósio de Direito Ambiental da Região Nordeste teve como título Crise Hídrica, Complexidade e Gestão da Água no Semiárido. Os palestrantes levantaram questões relacionadas à convivência com o semiárido e à má administração institucional e pessoal da água. Participaram do painel os professores José Farias de Souza Filho, do Unipê; José Irivaldo Alves de Oliveira Silva, da Universidade Federal de Campina Grande; Victor Rafael Fernandes Alves, da Universidade Potiguar; e José Esteban de Castro, da Universidade New Castle. Em sua exposição, José Farias ressaltou que o problema da água demanda tratar de outros fatores do meio ambiente de forma conjunta. Ele também é promotor de Defesa do Meio Ambiente do Ministério Público da Paraíba. O repórter Douglas de Oliveira entrevistou José Farias de Souza Filho para o Espaço Experimental.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Painel discutiu a ausência de democratização no acesso à água (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Ronaldo Alencar olhando para a câmera.
O evento ocorreu na última quinta-feira, no auditório da Reitoria da UFPB. Ele fez parte do III Simpósio de Direito Ambiental da Região Nordeste. O debate teve o intuito de proporcionar reflexão sobre os direitos e deveres que a sociedade tem com a água. Os assuntos levantados foram a má gestão dos recursos hídricos na Paraíba, a dificuldade no acesso à água, a indústria da seca e o direito ambiental. Segundo o professor Ronaldo Alencar, a falta de orientação e divulgação dos temas é uma das principais causas dos problemas hídricos. A repórter Maria Clara Lima entrevistou Ronaldo Alencar para o Espaço Experimental. Ele é professor do Departamento de Ciências Jurídicas da UFPB.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Revista Malembe lançou edição dedicada e produzida por mulheres (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto da capa da quarta edição da revista Malembe. É composta por uma ilustração em que recortes de fotos e desenhos se confundem em obra de arte quase abstrata.

De circulação semestral, Malembe é um periódico dedicado à Literatura e está no seu quarto número. A proposta da nova edição surgiu da necessidade de visibilizar a produção feminina. Idealizada por Carlos Nascimento, Débora Gil Pantaleão e Guilherme Delgado, suas editorias são específicas para cada gênero literário. A nova edição ganhou mais uma categoria, dedicada à tradução. Mais informações com a repórter Bianca Patrícia.

Fórum debateu relação entre família e instituições de educação infantil (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto de Emília Barros falando em um microfone que segura com a mão esquerda.
O debate ocorreu em evento organizado pelo Centro de Educação da UFPB e teve como palestrante Emília Barros. O II Fórum Temático sobre Educação Infantil aconteceu nesta última quarta-feira, no auditório da Central de Aulas, campus de João Pessoa. A exposição seguiu quatro contextos relacionados à educação infantil: o histórico, o político, o pedagógico e o dos afetos. Relacionado ao histórico, a palestrante ressaltou a importância da conquista dos vários modelos de família legitimados socialmente e legalmente. A repórter Carolina Jurado entrevistou Emília Barros, Mestre em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Ela tem formação em Psicanálise pela Sociedade Psicanalítica da Paraíba.

domingo, 13 de agosto de 2017

Estudo investiga uso antiético do neuromarketing (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto do professor David Drieskens de pé, falando em um microfone. Atrás dele há uma projeção sobre uma tela, onde aparecem desfocadas algumas palavras.
O assunto está sendo estudado pelo pesquisador David Drieskens, doutorando em Neurociências na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Neuromarketing é uma das ciências que estudam o comportamento do consumidor. Nela, a comunicação e as neurociências têm encontrado um ponto em comum. Em recentes pesquisas, atestou-se a funcionalidade de estudar as escolhas do consumidor através de imagens do seu cérebro. Mais informações com o repórter Douglas de Oliveira.

Pesquisa busca desenvolver novo fármaco antidepressivo mais eficiente (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Elaine Gaviole sorrindo para a câmera. Ela está de pé e atrás dela veem-se dois sofás, uma mesa de centro com um vaso com flores e, na parede, banner de um evento.
A partir dele, será possível produzir medicamento capaz de dar respostas mais rápidas a pacientes com depressão, com um mínimo de efeitos colaterais. O trabalho está sendo realizado pela professora Elaine Gavioli, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. As pesquisas ainda estão em estágio de testes pré-clínicos com animais. O repórter Samuel Amaral conversou com a professora e traz mais detalhes.

Diagnóstico precoce tem potencial para retardar processos demenciais (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Bernardino Fernandéz olhando para a câmera.
O professor Bernardino Fernandéz, do Departamento de Psicologia da UFPB, estuda o envelhecimento cognitivo e o benefício do diagnóstico precoce. Segundo ele, as demências podem ser adiadas por até cinco anos quando diagnosticadas antecipadamente. Contudo, é necessário que as pessoas sejam informadas sobre as formas de tratamento, para que se obtenha melhores resultados. Mais informações com a repórter Maria Clara Lima.

sábado, 12 de agosto de 2017

Racismos, antirracismos e culturas de branquitude foram discutidos na UFPB (ed. 12/8/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Petrônio Domingues sentado, falando em um microfone que segura com a mão direita enquanto gesticula com a esquerda.
O evento foi organizado pelo Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes e pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Afro-Brasileiros e Indígenas, o Neabi. A mesa do debate foi realizada para abertura do período letivo do CCHLA e aconteceu terça-feira, no auditório deste Centro. A mesa foi composta pelos professores Petrônio Domingues, da Universidade Federal de Sergipe; Elio Chaves Flores, do Departamento de História da UFPB; e Mônica Nóbrega, Diretora do CCHLA. Foram debatidos diversos aspectos do tema, como o histórico do racismo no Brasil e as políticas públicas de antirracismo. Na ocasião foi ressaltada a importância do estudo das culturas de branquitude para um entendimento mais aprofundado das questões raciais. A repórter Jéssica Soares entrevistou Petrônio Domingues, Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo. Ele é docente da pós-graduação em História da UFS.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Ativistas debateram feminismo lésbico negro na UFPB (ed. 5/8/17)

Descrição para cegos: foto de Marli Soares de perfil.
A Liga Brasileira de Lésbicas e o Grupo de Mulheres Lésbicas e Bissexuais Maria Quitéria, realizou no dia 29 de julho uma roda de diálogo. O tema foi Discutindo o Feminismo Lésbico Negro: construindo a visibilidade, dignidade e respeito. O debate aconteceu na sede do Sindicato dos Professores no Campus de João Pessoa e contou com convidadas de coletivos feministas da Paraíba e Pernambuco. Foram discutidas questões como representatividade LGBT, racismo, lesbofobia, saúde pública e direitos da mulher negra e lésbica. Mais informações com a repórter Laís Suassuna.

domingo, 6 de agosto de 2017

Audiência pública encerrou ciclo de eventos de combate ao tráfico humano (ed. 5/8/17)

Descrição para cegos: foto da mesa do I Seminário Estadual de Enfrentamento ao Tráfico e Desaparecimento de Pessoas. Nela estão, da esquerda para a direita, profa. Michelle Agnoleti (UEPB), o deputado federal Luiz Couto, Vanessa Lima, do Comitê de Enfrentamento ao Tráfico e Desaparecimento de Pessoas, e Renata Braz, Coordenadora do Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Ministério da Justiça.

A sessão foi presidida pela vereadora Sandra Marrocos e contou com plenário lotado. Durante a audiência foi ressaltada a importância do debate sobre o assunto e avaliadas as atividades da semana anterior. Dos eventos desenvolvidos mereceu destaque, pelo amplo conteúdo abordado, o I Seminário Estadual de Enfrentamento ao Tráfico e Desaparecimento de Pessoas, ocorrido no dia 28. As ações tiveram início no dia 24 e se encerraram na última segunda-feira. Mais detalhes com a repórter Luciana Duarte.

Mesa redonda debateu religião e guerra em Game of Thrones (ed. 5/8/17)

Descrição para cegos: foto da professora Luciana de Campos sorrindo para a câmera.

O Neve, Núcleo de Estudos Vikings e Escandinavos da UFPB, promoveu na última segunda-feira seu III Ciclo de Debates, tendo como tema Religião e Guerra em Game of Thrones. O evento ocorreu na última segunda-feira e contou com exposições de professores de Relações Internacionais, Literatura e Ciências das Religiões. Mais informações com o repórter Samuel Amaral.

Batuqueiro Thiago Nagô de Recife conta sua história no maracatu (ed. 5/8/17)

Descrição para cegos: foto de Thiago Nagô de perfil, braços abertos, segurando um microfone em uma das mãos. 
Thiago herdou influências do maracatu de baque virado dos seus familiares, que também são batuqueiros desde a década de 60. O maracatu permitiu que criasse vínculos em João Pessoa com artistas que compartilham do gosto. Thiago Nagô é batuqueiro da Nação de Maracatu Estrela Brilhante de Recife, que apadrinha a nação paraibana Pé de Elefante. A repórter Larissa Silvani conversou com Thiago e traz mais informações.

sábado, 5 de agosto de 2017

Marcus Alves e a poesia – I (ed. 5/8/17)

Descrição para cegos: foto de Marcus Alves no estúdio. Ele está folheando um livro.
Neste sábado o Espaço Experimental apresentou uma entrevista com o jornalista, escritor e sociólogo Marcus Alves. Na conversa com a repórter Nayla Georgia, ele falou sobre sua formação, o despertar do seu gosto pela escrita, suas influências e principalmente sobre a poesia.

Marcus Alves e a poesia – II (ed. 5/8/17)

Descrição para cegos: foto de Marcus Alves no estúdio, falando ao microfone.
Neste sábado o Espaço Experimental apresentou uma entrevista com o jornalista, escritor e sociólogo Marcus Alves. Na conversa com a repórter Nayla Georgia, ele falou sobre sua formação, o despertar do seu gosto pela escrita, suas influências e principalmente sobre a poesia.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Psiquiatra discutiu na UFPB avanços no uso terapêutico da cannabis (ed. 29/7/2017)

Descrição para cegos: foto de Eliane Lima sorrindo para a câmera. Atrás dela vê-se um parcialmente um painel com o símbolo da Liga Canábica, que consiste em uma folha da planta tendo um coração no centro.

A discussão ocorreu em evento organizado pelo projeto Cannabis Medicinal e pela Liga Canábica, tendo como palestrante Eliane Lima Guerra Nunes. O I Seminário sobre Uso Medicinal da Cannabis aconteceu na quarta-feira dia 26, no auditório da reitoria. A palestra abordou diversos aspectos do tema, como o histórico da substância retirada da planta, o canabidiol. Foram abordados também os resultados positivos que pacientes obtiveram após o usar a medicação. Na ocasião foi ressaltado o pioneirismo da Paraíba, primeiro estado a ter aprovação judicial da plantação da cannabis para uso medicinal. A repórter Carolina Jurado entrevistou Eliane Lima Guerra Nunes, Doutora em Fisiopatologia Experimental pela Universidade de São Paulo. Ela é coordenadora do Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde da cidade paulista de Santo André.