quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Fórum prepara intervenções contra a reforma da previdência (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Marcelo Sitcovsky de perfil, falando ao microfone que segura com a mão esquerda enquanto gesticula com a direita.

Realizado quarta-feira 15 pela Associação dos Docentes da UFPB – Aduf-PB, o Fórum em Defesa da Previdência planejou ações contra a PEC 287. Com o objetivo de aglutinar trabalhadores contra a reforma, o fórum reuniu servidores, alunos e representantes de movimentos sociais e sindicais. Se aprovada, a PEC ocasionará mudanças que afetarão negativamente o processo de aposentadoria dos cidadãos. A repórter Elizabeth Souza conversou com o presidente do sindicato dos professores da UFPB, Marcelo Sitcovsky, sobre os impactos da PEC.


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Arte e debate marcaram recepção dos feras pelo Levante Popular da Juventude (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto de Juliano Koch sendo entrevistado. Segurando uma mochila sobre o ombro direito, ele fala para o celular da repórter  Atrás dele, vê-se uma parede com algumas placas de formatura e, mas além, pessoas trafegando pela passarela de um dos blocos do Centro de Educação.

Com o intuito de integrar estudantes novos e antigos da UFPB, o Levante realizou durante toda a semana passada diversas atividades. Mesas de discussão, rodas de cuidado e muralismo fizeram parte da programação. A atração musical ficou por conta da banda Pau de Dar em Doido. O Levante Popular da Juventude é um grupo de jovens militantes que lutam pelas causas populares em busca da transformação da sociedade. A repórter Vanessa Mousinho entrevistou Juliano Koch, um dos organizadores do evento.

UFPB recebeu ex-ministra que é referência na luta pela justiça social (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto de Nilma Lino falando ao microfone durante sua conferência. Sua expressão é de ênfase no que está dizendo, o que é reforçado pelos dois punhos cerrados.

A professora Nilma Lino Gomes proferiu palestra sobre universidade, diversidade e cidadania na segunda-feira 13. Nilma foi Ministra das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos no segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff. Primeira mulher negra a assumir a reitoria de uma universidade brasileira, ela tem um longo histórico de luta contra o racismo. Em sua fala, Nilma destacou a importância de seguir lutando apesar das perdas de direitos sociais que os brasileiros vêm enfrentando. A repórter Cibelle Torres entrevistou a ex-ministra Nilma Lino Gomes para o Espaço Experimental.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

CCHLA Conhecimento em Debate expôs pesquisas e trabalhos acadêmicos (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: imagem do cartaz do evento, que traz escrito "XI CCHLA CONHECIMENTO EM DEBATE" em destaque, e, em letras menores, "Universidade e Desafios do Tempo Presente", seguido de "Homenagem a Eleonnora Menicucci". Esse texto escrito em letras brancas contrasta com a imagem de fundo, partes do painel "Guerra e Paz", de Portinari.

O evento foi realizado na última semana, pelo Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da UFPB, tendo como tema Universidade e Desafios do Tempo Presente. Objetivou a exposição da produção acadêmica do CCHLA em mesas redondas, sessões temáticas, minicursos e lançamento de livros. A homenageada desta edição foi a professora Eleonora Menicucci, ex-ministra da Secretaria das Mulheres no governo Dilma Rousseff. O repórter Jadson Falcão conversou com o vice-diretor do CCHLA, Rodrigo Freire, sobre o evento.

Ex-ministra vê direitos reprodutivos e sexuais femininos ameaçados (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto de Eleonora Menicucci olhando para a câmera.

Eleonora Menicucci disse que as reformas adotadas pelo governo federal são hostis ao sexo feminino. Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres durante o mandato de Dilma Rousseff, ela considera que as mulheres são as mais ameaçadas, pois não têm direitos garantidos nas reformas do governo Temer. Ex-professora do Departamento de Ciências Sociais da UFPB, Eleonora Menicucci foi a homenageada do CCHLA Conhecimento em Debate. Ela foi entrevistada pela repórter Rebeca Neto para o Espaço Experimental.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Mesa redonda discutiu trabalho da Comissão Municipal da Verdade (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Nazaré Zenaide sorrindo para a câmera.

Na última quarta-feira, uma mesa-redonda realizada durante o CCHLA Conhecimento em Debate discutiu Ditadura Militar e Direitos Humanos. Os professores Monique Cittadino, Nazaré Zenaide e Rodrigo Freire formaram a mesa. O debate focou a Comissão Municipal da Verdade, que os três integram. Nazaré, que também faz parte do Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos, foi entrevistada pela repórter Marisa Rocha para o Espaço Experimental.

Debate analisou a relação entre política linguística e formação de professores (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Socorro Cláudia sorrindo para a câmera. Atrás dela, vê-se uma estante com livros.

Esse foi o tema discutido na última terça-feira, em mesa redonda realizada durante o evento CCHLA Conhecimento em Debate, na UFPB. Fizeram parte da mesa as professoras do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Andréa Ponte, Mariana Pérez e Socorro Cláudia Tavares. Elas abordaram o papel do professor como agente da política linguística e a relação entre esta e a formação docente. De acordo com a professora Socorro Cláudia, a política linguística sempre esteve presente na humanidade como campo de atividade. Integrante do Núcleo de Pesquisa em Política e Educação Linguística da UFPB, ela foi entrevistada pelo repórter Vítor Feitosa.

Semana Elizabeth Teixeira hasteou a reforma agrária como bandeira (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto de Bárbara Zen sorrindo para a câmera.

Bárbara Zen, organizadora do evento e integrante da coordenação do Memorial das Ligas Camponesas, destacou a importância da comemoração. Para ela, a oportunidade de homenagear Elizabeth Teixeira é também um momento propício para discutir a reforma agrária. A homenagem engajou educadores e artistas paraibanos, que buscaram narrar os 92 anos de trajetória da líder camponesa. Poemas e canções marcaram o enredo da comemoração. Em entrevista à repórter Rebeca Neto, Bárbara anunciou campanha para financiar o anexo do Memorial das Ligas Camponesas.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Relançamento de livro sobre Elizabeth Teixeira marcou dia do seu aniversário (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto de Ayala Rocha autografando um exemplar do livro.

Na última segunda-feira, a escritora Ayala Rocha relançou o livro Elizabeth Teixeira, mulher da terra, que narra a história da líder camponesa. A primeira edição saiu em 2009. Esta segunda foi publicada graças a parceria do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos com o Centro de Comunicação, Turismo e Artes da UFPB. O relançamento ocorreu na abertura da Semana Elizabeth Teixeira, na Sala Aruanda, no CCTA. Nesse dia, Elizabeth completou 92 anos de idade e recebeu diversas homenagens. A repórter Marisa Rocha conversou com Ayala, que contou o processo de elaboração do livro e a importância da líder camponesa.

Pesquisa levanta dados sobre consumo de drogas no ensino médio (ed. 18/2/2017)

Descrição para cegos: foto da professora Silvana Carneiro Maciel sorrindo para a câmera. 

Tendo como base uma escola pública, a professora Silvana Carneiro Maciel coletou informações sobre o uso de entorpecentes por alunos do ensino médio. Segundo a docente do Departamento de Psicologia da UFPB, os jovens são levados a usar drogas por ansiedade, estresse, baixa qualidade de vida e desestruturação familiar. Para ela, a informação preventiva sobre as drogas deve ser feita desde o jardim da infância e a escola tem papel importante nessa prevenção. A repórter Beatriz Lauria entrevistou Silvana Carneiro acerca da pesquisa.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Evento celebra aniversário e história de líder camponesa (ed. 11/2/2017)

Descrição para cegos: foto de João Fragoso sorrindo para a câmera.

A Semana Elizabeth Teixeira se inicia nesta segunda-feira com o relançamento do livro Elizabeth Teixeira, Mulher da Terra, de Ayala A. Rocha, na Sala Aruanda, do Centro de Comunicação, Turismo e Artes da UFPB, campus de João Pessoa. A arrecadação das vendas dessa tiragem do livro, que teve apoio da Editora do CCTA, será totalmente revertida para a construção do anexo do Memorial das Ligas Camponesas. Ainda estão programados para esta semana, entre outras atividades, um show reunindo os artistas Adeildo Vieira, Banda Manégrafia, Coral Voz Ativa, Escurinho, Gláucia Lima, Milton Dornellas, Seu Pereira e Totonho, bem como a exibição do filme Cabra Marcado Para Morrer, de Eduardo Coutinho. O repórter Matheus Couto conversou com João Fragoso sobre a trajetória de Elizabeth e o evento que a homenageia. Ele é Diretor de Comunicação do Memorial das Ligas Camponesas e um dos organizadores da Semana Elizabeth Teixeira.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Pesquisador analisa níveis de insegurança alimentar na Paraíba (ed. 11/2/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Rodrigo Vianna sentado, olhando para a câmera. Atrás dele há dois computadores e uma impressora.

O professor Rodrigo Vianna vem realizando há vários anos pesquisas sobre a realidade nutricional de famílias do interior do estado e da capital. Nos estudos, é aplicada a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar. Recentemente, o professor realizou pesquisa com recém-nascidos e gestantes que deram à luz nas maternidades Frei Damião e Cândida Vargas. De acordo com Rodrigo Vianna, do Departamento de Nutrição da UFPB, a segurança alimentar garante melhor saúde e qualidade de vida. Ele explicou ao repórter Jadson Falcão os conceitos de segurança e insegurança alimentar, abordando ainda outros aspectos ligados ao assunto.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Tributo a Manfredo Caldas – I (ed. 11/2/2017)

Descrição para cegos: foto de Manfredo Caldas olhando para a câmera. Ele está sentado e tem a mão direita no queixo. 

Em novembro do ano passado, o cinema brasileiro perdeu Manfredo Caldas, um artista de talento e importante militante das suas lutas, diretor de Romance do Vaqueiro Voador. Nascido em João Pessoa, Manfredo foi um dos responsáveis pela criação do Núcleo de Documentação Cinematográfica da UFPB, que proporcionou o surgimento de um movimento documentarista na Paraíba. Para falarem sobre ele e sua obra, o Espaço Experimental convidou os professores do Curso de Cinema Fernando Trevas e João de Lima Gomes. A produção foi de Duda Campos, Laianna Janu e Lívia Costa.

Tributo a Manfredo Caldas – II (ed. 11/2/2017)

Descrição para cegos: foto dos professores João de Lima e Fernando Trevas no estúdio. Sentados à mesa de entrevistas, eles olham para a câmera. 

Em novembro do ano passado, o cinema brasileiro perdeu Manfredo Caldas, um artista de talento e importante militante das suas lutas, diretor de Romance do Vaqueiro Voador. Nascido em João Pessoa, Manfredo foi um dos responsáveis pela criação do Núcleo de Documentação Cinematográfica da UFPB, que proporcionou o surgimento de um movimento documentarista na Paraíba. Para falarem sobre ele e sua obra, o Espaço Experimental convidou os professores do Curso de Cinema Fernando Trevas e João de Lima Gomes. A produção foi de Duda Campos, Laianna Janu e Lívia Costa.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

PET qualifica permanência de alunos de áreas populares na academia (ed. 4/2/2017)

Descrição para cegos: foto do professor Alexandre Magno olhando para a câmera. Atrás dele vê-se um estante de metal com livros.

O PET-Conexões de Saberes em Periferias Urbanas é um programa que objetiva consolidar a relação entre a Universidade Federal da Paraíba e comunidades carentes. Sua ligação com a Pedagogia Social proporciona aos estudantes oriundos de famílias de baixa renda condições de permanência na universidade. Segundo o professor Alexandre Magno, isto acontece através de ações interdisciplinares geradas pela troca de experiências sociais. Ele é docente do Departamento de Metodologia da Educação e coordenou o programa por seis anos, até o final do ano passado. A repórter Elizabeth Souza conversou com o professor Alexandre Magno Tavares da Silva sobre o PET-Conexões de Saberes em Periferias Urbanas.